quinta-feira, 13 de maio de 2010

Ninho aberto

Não quero validar tua língua,teus cabelos que agasalham o peito
Não quero ser mudo de ti;pássaro que me consome ventos abrangentes,engrandece juramentos,vivencia significativo minhas eternidades...
Menina que ignora esta ampla solidão e tudo sabe,trancaste minha carne e meus perfumes assaltantes
Porque de teus ecos eu faço mímica inventiva,seja por gumes ou vestes de sombras
E rodeio meus confins de poemas,ainda que calamitoso me trazendo e me criando
Nos teus pecados eu lembro,intempestivo ser que guarda suores máximos
Porque lhe amo todo corpo,céu de junho chegando e de amores
E me faço imagem particular noutro,dentre teus caminhos laminantes que sorrio
Sou ausente,sou instantes,pairar de poemas que me chega à partida
Enquanto isto tuas frases nascem raivas,mas eu gentil inteiro me faço flores
Universal e nada parnásio pergunto;cade você?!
Venha todos os dias com seus caprichos minha linda,que minha alma se reinventa!
Sem pressa,sem dizeres,comece tuas linguagens encontrantes como espuma de mar batendo dedos
E me teima argumentos no contratempo do íntimo a me sofregar
Por ti, minhas linguagens transladam em vogais ou brechas adiadas
Porque teu peito reina no meu e eu sou teu
Discretamente entendido de teus viés que cercam sapatos e horizontes
Sou derradeiro nos teus canteiros,na tua fome de olhares,minha menina mais doce e presente
No teu avermelhado cabelo à juntar-me todos os caminhares idos...

6 comentários:

Adriana Vianna disse...

Eu sei que é pra mim! Orgulho amoreco! Te amo!

Tati disse...

"Sou instantes"... isso é lindo demais!
Cla, clap, clap!

I.D. disse...

Muito legal o texto!
Passei aqui para agradecer seu comentário no meu blog, sindrome de mim mesma e para te dizer que escrevi errado...rs..o correto é safe cosmetics ,eu tinha colocado lá save cosmetics...mas agora coloquei até o link.Obrigado!

Camilla Loureiro disse...

é bom escrever o que sentimos, as vezes o amor é essa coisa louca que sai da gente...

seja bem vindo ao café!!!

bjs

Aldo Luiz disse...

Parabéns pelo blogue. Estou aqui para ler e agradecer sua mensagem, sempre que puder contribua. Como disse Luther King; "chegou o tempo em que o silêncio é traição.

Longa vida em paz e saúde.
Sou grato.

Déborah Arruda. disse...

Mas que belos escritos! Voltei para agradecer seu comentário e a dedicação de parte do seu tempo em conhecer meu espaço, meu blá blá blá.
Vou estar sempre por aqui, já que só ler não parece suficiente ou justo com quem escreve bem de verdade!
Tô seguindo.